Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Soam As Guitarras 2022 | 6ª edição

Soam As Guitarras são concertos que promovem o diálogo entre os músicos e público e privilegiam, cada vez mais, primeiras apresentações de novos trabalhos e conceitos de espetáculo.

A cada edição, o público, já fiel, usufrui de promoção de encontros únicos entre linguagens e instrumentistas tendo a guitarra como símbolo dos instrumentos de cordas. Com a inestimável colaboração e determinação de artistas, técnicos e público, os municípios coprodutores e a Ghude, conseguiram erguer esta oferta cultural descentralizada, com todas as condições de segurança, em 2020 e 2021.

Em 2022, as novas abordagens, acústicas e/ou elétricas, que permitem aos artistas desbravar horizontes e experiências, num contacto direto com o público num universo que constitui, em si próprio, uma experiência particularmente singular, saem reforçadas com um cartaz que aposta na diversidade e que promete momentos verdadeiramente inesquecíveis. Bem-vindos!

Soam As Guitarras é um projeto: Câmara Municipal de Oeiras | Ghude Coprodução: Câmara Municipal de Évora | Câmara Municipal da Póvoa de Varzim | Câmara Municipal de Setúbal Parcerias: LIVECOM | CISION | Media partner: Antena 1 Apoio: República Portuguesa Cultura / Direção-Geral das Artes.

Programação

OEIRAS

6
Maio
Samuel Úria

Samuel Úria participação especial Joana Espadinha

Auditório Municipal Ruy de Carvalho | 21h30m
Bilhetes
12
Maio
Tcheka e Mário Laginha

Tcheka convida Mário Laginha

Auditório Municipal Ruy de Carvalho | 21h30m
Bilhetes
13
Maio
Budda Guedes e João Cabeleira

Budda Guedes e João Cabeleira

Auditório Municipal Ruy de Carvalho | 21h30m
Bilhetes
14
Maio
Jorge Palma com Vicente Palma

Jorge Palma com Vicente Palma

Auditório Municipal Eunice Muñoz | 21h30m
Bilhetes
20
Maio
Expresso Transatlântico

EXPRESSO TRANSATLÂNTICO

Auditório Municipal Eunice Muñoz | 21h30m
Bilhetes
21
Maio
Bernardo Couto

Bernardo Couto

 Auditório Municipal Eunice Muñoz | 21h30m
Bilhetes
15
Julho
Zeca Baleiro

Zeca Baleiro convida Manel Cruz

Mosteiro da Cartuxa (Claustros Exteriores) | 22h00m | Bilhetes à venda a partir de 1 de Maio
16
Julho
Salvador Sobral

Salvador Sobral convida André Santos e Manuel Rocha

Mosteiro da Cartuxa (Claustros Exteriores) | 22h00m | Bilhetes à venda a partir de 1 de Maio

SETÚBAL

6
Abril
Salvador Sobral

Salvador Sobral convida André Santos e Manuel Rocha

FÓRUM MUNICIPAL LUÍSA TODI | 21h00m
Bilhetes
7
Abril
Jorge Palma

Jorge Palma com Vicente Palma

FÓRUM MUNICIPAL LUÍSA TODI | 21h00m
Bilhetes
9
Abril
Samuel Úria

Samuel Úria - Canções Do Pós-Guerra_solo

CINEMA CHARLOT AUDITÓRIO MUNICIPAL | 21h00m
Bilhetes
8
Abril
Budda Guedes & João Cabeleira

Budda Guedes & João Cabeleira

CINEMA CHARLOT AUDITÓRIO MUNICIPAL | 21h00m
Bilhetes

PÓVOA DE VARZIM

14
Maio
Luísa Sobral

Luísa Sobral

CINE-TEATRO GARRETT | 21h30m
Bilhetes
15
Maio
Salvador Sobral

Salvador Sobral convida André Santos e Manuel Rocha

CINE-TEATRO GARRETT | 18h00m
Bilhetes
19
Maio
Jorge Palma

Jorge Palma com Vicente Palma

CINE-TEATRO GARRETT | 21h30m
Bilhetes
20
Maio
Budda Guedes & João Cabeleira

Budda Guedes & João Cabeleira

CINE-TEATRO GARRETT | 21h30m
Bilhetes
21
Maio
Samuel Úria

Samuel Úria - Canções Do Pós-Guerra_solo

CINE-TEATRO GARRETT | 21h30m
Bilhetes

Artistas

Salvador Sobral

Salvador Sobral convida André Santos e Manuel Rocha

6 ABRIL - 21H00 | FÓRUM MUNICIPAL LUÍSA TODI (SETÚBAL)
15 MAIO - 18H00 | CINE-TEATRO GARRETT (PÓVOA DE VARZIM)

16 JULHO - 22H | MOSTEIRO DA CARTUXA/ CLAUSTROS EXTERIORES (CAXIAS)

Durante a digressão de apresentação do disco "bpm", Salvador Sobral convocou o guitarrista da irmã Luísa para substituir o titular André Santos nalgumas datas ao vivo, por apreciar o timbre do instrumento, por ele cantar bem e por ele lhe parecer "boa onda". Manuel Rocha assumiu desta forma aquela função por vezes ingrata de ser o segundo guitarrista duma banda. A verdade é que, nas palavras de Salvador Sobral, "os dois representam mundos completamente distintos, com timbres e estilos diferentes mas ambos muito musicais e emocionais." O André e o Manuel estarão por isso agora em palco para dedilharem em conjunto as cordas que vão acompanhar a voz do Salvador e protagonizarem três concertos muito especiais a convite do festival Soam as Guitarras.

 
Jorge Palma

Jorge Palma com Vicente Palma

7 ABRIL - 21H00 | FÓRUM MUNICIPAL LUÍSA TODI (SETÚBAL)

14 MAIO - 21H30 | AUDITÓRIO MUNICIPAL EUNICE MUÑOZ (OEIRAS)


19 MAIO - 21H30 | CINE-TEATRO GARRETT (PÓVOA DE VARZIM)

Jorge Palma é um caso raro em Portugal. Compositor e intérprete admirado pelos colegas, amado pelo público, demasiado célebre para o papel de génio obscuro, demasiado genuíno e rebelde para ser um músico previsível e formatado.

O seu percurso de vida observa-se sempre a par da música. Exímio pianista, começou a aprender a tocar este instrumento apenas com seis anos de idade. Durante a adolescência e a par da formação erudita começa a interessar-se pelo rock'n'roll, e de um modo geral pela música popular americana e inglesa. Durante os anos 70 e o princípio da década de 80 o seu percurso artístico dividiu-se entre as suas primeiras edições fonográficas em Portugal e as ruas e carruagens de metro de cidades europeias como Paris e Copenhaga, onde enfrentava o público de guitarra em punho.

Terminou o Curso Superior de Piano em 1990 e no ano seguinte editou o emblemático álbum "Só". Na mesma década formou o "Palma's Gang" e integrou projectos como os "Rio Grande" ou os "Cabeças no Ar". Ao longo da sua carreira lançou vários discos de originais, compôs êxitos e somou discos de ouro, tendo atingido a marca da dupla platina com "Voo Nocturno". A sua obra contém canções amplamente transversais com temas como "Frágil", "Deixa-me Rir", "Dá-me Lume" ou "Encosta-te a mim", que se tornaram hinos intemporais.

Em 2020 celebrou "70 Voltas ao Sol" no Castelo São Jorge, num espectáculo com uma orquestra de câmara dirigida pelo maestro Cesário Costa e com arranjos dos compositores Filipe Melo e Filipe Raposo. Foi ainda agraciado com a Medalha de Mérito Cultural da Cidade de Lisboa e com a Ordem do Infante Dom Henrique.

Vicente Palma é um músico multifacetado que conta com mais de 20 anos de experiência, não só enquanto membro integrante da banda do seu pai, mas também enquanto compositor e intérprete em nome próprio. Recentemente tornou-se também elemento residente do grupo "Tais Quais", onde para além da sua voz e piano, também compõe, ao lado de Tim, João Gil, Vitorinio, Celina da Piedade, Paulo Ribeiro, Sebastião Santos e Serafim. Actua também enquanto músico ao lado da cantautora Joana Alegre.

Neste espectáculo que reúne em palco pai e filho, junta-se aos laços que os unem a cumplicidade única que a partilha da música lhes trouxe. Os dois harmonizam vozes e guitarras, numa equação onde também o piano (paixão de ambos) não poderia faltar.

 
Samuel Úria

Samuel Úria - Canções do Pós-Guerra_Solo

9 ABRIL - 21H00 | CINEMA CHARLOT AUDITÓRIO MUNICIPAL (SETÚBAL)

6 MAIO - 21H30 | AUDITÓRIO MUNICIPAL RUY DE CARVALHO (CARNAXIDE)


21 MAIO - 21H30 | CINE-TEATRO GARRETT (PÓVOA DE VARZIM)

O título escolhido para esta apresentação corre o risco de soar démodé ou até desactualizado se o resumirmos ao contexto social em que vivemos os últimos dois anos. Efectivamente, foi também esse o título que Samuel Úria deu ao seu último disco de originais publicado no final de 2020, mas também nessa altura associá-lo à situação pandémica era redutor.

Se, como supomos, o leitor é conhecedor da obra do cantautor, saberá que a "guerra" a que Samuel se refere, será, como sempre, interior e espiritual. Aliás, uma vez mais, obriga-nos a olhar para dentro. Não num exercício egocêntrico mas antes como parte de um caminho de necessária partilha.

A apresentação que o "trovador das patilhas", como é carinhosamente apelidado, nos traz esta noite será eminentemente a solo. E "eminentemente" porque, exclusivamente para esta participação no "Festival Soam As Guitarras", irá ter uma participação especial. Uma partilha que consideramos ser vantagem nossa (e vossa) já que Samuel se propõe subir a palco apenas acompanhado dos seus instrumentos, das suas canções e, em momentos, da voz inconfundível de Manuela Azevedo.

SETÚBAL - participação especial CLÁUDIA PASCOAL
A participação de Cláudia Pascoal faz adivinhar que tomará também como sua, pelo menos esta noite, a canção "Viver" que para ela criou ou, até mesmo, usurpará alguma das que se destacaram no álbum de estreia da surpreendente Cláudia.

OEIRAS - participação especial JOANA ESPADINHA

A participação de Joana Espadinha faz adivinhar que tomará também como suas, pelo menos esta noite, algumas das que criadora de ?O Material Tem Sempre Razão? ou ?Ninguém Nos Vai Tirar o Sol? nos deu a conhecer.

PÓVOA DE VARZIM - participação especial MANUELA AZEVEDO
O espetáculo com a participação de Manuela Azevedo faz adivinhar que tomará também como suas, pelo menos esta noite, algumas das canções que co-criou para os Clã ou, até mesmo, usurpará alguma das que a voz de Manuela Azevedo eternizou.

 
Budda Guedes & João Cabeleira

Budda Guedes & João Cabeleira

8 ABRIL - 21H00 | CINEMA CHARLOT AUDITÓRIO MUNICIPAL (SETÚBAL)
 

13 DE MAIO - 21H30 | AUDITÓRIO MUNICIPAL RUY DE CARVALHO (CARNAXIDE)

 

20 MAIO - 21H30 | CINE-TEATRO GARRETT (PÓVOA DE VARZIM)

Quando duas gerações de músicos se juntam muito pode acontecer. Duas guitarras em palco e a poderosa voz de Budda Guedes fazem uma hora passar a voar!!

Desde algumas composições inéditas, a músicas da autoria e do repertório de de Budda Guedes, a uma versão electrizante de "Verdes Anos", este espectáculo mostra os dois músicos nacionais numa versão muito mais crua do que nos habituamos a vê-los.

João Cabeleira traz a sua assinatura sónica para palco, confirmando-se como o mais icónico guitarrista nacional e Budda Guedes mostra que é muito mais do que um Bluesman. A conversa espontânea entre os dois, bem como a partilha de histórias, fazem deste concerto um momento de música e entretenimento imperdível

No entanto não se trata apenas de um concerto para amantes da guitarra mas para todos os amantes de música

 
Luísa Sobral

Luísa Sobral

14 MAIO - 21H30 | CINE-TEATRO GARRETT (PÓVOA DE VARZIM)

Luísa Sobral é um nome incontornável da nova geração de artistas portugueses.

Estreia-se em 2011 com a edição de The Cherry on My Cake, um álbum muito bem recebido pelo público e pela crítica. Seguem-se There's A Flower In My Bedroom (2013), com convidados como Jamie Cullum, António Zambujo e Mário Laginha, Lu-Pu-I-Pi-Sa-Pa (2014) onde expande o seu universo além da estética dos seus dois primeiros discos, e Luísa (2016), gravado em Los Angeles pelo prestigiado produtor Joe Henry (Madonna, Elvis Costello, entre outros).

A faceta de compositora de Luísa vai-se destacando ao longo destes anos, chegando a compor para artistas como Ana Moura, António Zambujo, Gisela João, Marco Rodrigues, Mayra Andrade, entre outros. Em 2017, é convidada para compor um tema para o Festival da Canção. Nasce assim Amar Pelos Dois, que Luísa entrega ao irmão, Salvador Sobral, para interpretar. A parceria fraterna revela-se um estrondoso sucesso: Portugal conquista a sua primeira vitória de sempre na Eurovisão. Durante este período, Luísa produz ainda os álbuns As Blue As Red (2018), de Elisa Rodrigues, Coreto (2020), de Rogério Charraz, e o mais recente álbum de Joana Alegre.

No final de 2018, Luísa edita o seu quinto álbum de originais, Rosa. Para a produção convida o catalão Raül Refree, um dos mais prestigiados produtores e multi-instrumentistas de Espanha. Rosa é o álbum mais pessoal, maduro e intimista de Luísa Sobral, privilegiando além da voz e da guitarra, um trio de sopros e elementos de percussão clássica. A beleza das composições é realçada pelo despojo dos arranjos e pela cumplicidade criativa entre Luísa e Refree.

Em 2020, Luísa volta a expandir os seus horizontes criativos. Lança um novo single com a cantora espanhola Zahara e estreia O Avesso da Canção, podcast onde conversa com grandes nomes da música portuguesa sobre a arte da escrita de canções. 2020 marca também a estreia em palco com o irmão Salvador Sobral numa série de concertos inéditos em Lisboa e no Porto.

Além de ser uma das artistas mais requisitadas pelo público português, Luísa tem também uma vasta experiência internacional. Desde 2011, ano em que atuou no mítico programa BBC "Later...with Jools Holland", que Luísa vai acumulando digressões por países tão distintos como Espanha, França, Turquia, Israel, Austrália, Alemanha, Suíça, Luxemburgo, EUA, Marrocos, África do Sul, Namíbia, Zimbabué, Botswana, Japão, Brasil, Uruguai, entre outros. Destacam-se ainda presenças em múltiplos festivais e showcases, como o Festival WOMAD em Adelaide (Austrália), o Red Sea Winter Jazz Festival em Eilat (Israel), Festival de Jazz de Barcelona, o Festival de Jazz de Cartagena, o London Jazz Festival, o Cully Jazz, o festival SXSW no Texas, entre outros

Recentemente, Luísa regressou às edições discográficas com o mini-álbum "Camomila" (2021), que tem agarrado o coração do público mais jovem, e com o single "Quero Morar numa Canção" (2022). Setembro traz novo disco e nova digressão.

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

Informações

O cartaz e programação no concelho de Évora será divulgado em breve.

Um Projecto:
GhudeCâmara Municipal de OeirasOeiras Valley
Co-produção:
Câmara Municipal de Évora Câmara Municipal da Póvoa do VarzimCine Teatro Garret Câmara Municipal de SetúbalFórum Luisa Tody SetúbalCinema CharlotCasa da Cultura - Setúbal
 
Apoio:
República Portuguesa - CulturaDirecção Geral das Artes
Parcerias:
Cision
Media partner:
Antena 1
Facebook Linkedin Twitter Google + Pinterest